Que tal publicar um livro que o spin-off foi sucesso? Publique VIRKADAZ.

Estranhou isso, ver anunciado um original para publicação? Então, fiz o mesmo que meu personagem desse livro fez: tentou diversas estratégias para obter respostas.

E como fazer sempre o mesmo não traz resultados diferentes, melhor é tentar algo novo. E aqui estamos. Um original com potencial, temática inovadora e com uma amplitude bem interessante.

Gênero: ficção fantástica
Diferencial: temática inovadora| neologismos | personagem próximo ao leitor | teoria quântica
Público: Juvenil

 

 Um adolescente e seus amigos conhecem as infinitas possibilidades que o universo quântico multidimensional tem a oferecer e mergulham em uma nova realidade repleta de vilões e conceitos extraordinários.

E como nem a “logline” de Harry Potter convenceria a alguém, seguem a sinopse e o resumo.

Sinopse

Um mundo de espantosas possibilidades pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. Foi isso que Zuwi descobriu depois das incríveis aventuras que começaram em seu aniversário de 14 anos. Tudo seguia uma rotina usual, vivia com sua mãe, perdeu seu pai em um acidente não desvendado, tinha fiéis amigos… até que nada mais se torna comum. Zuwi foi sugado para uma nova realidade cheia de vilões perigosos e universos surreais. Sem mais nem menos, sua vida é invadida por novos nomes. Amigos ou inimigos? Surgem conceitos extraordinários, fatos quase impensáveis. Plix? Evolar? Index? Scrats? O que é tudo isso? Entre bibliotecas do tamanho de cidades, lugares sem cor e terríveis antros do mal, Zuwi vive surpresas, suspense e mistérios impenetráveis derivados dos caprichos do universo de Virkadaz e suas infinitas probabilidades. A cada escolha, novas variáveis se desdobram para Zuwi.

 

RESUMO

                 Como ocorria sempre em todos seus aniversários, a garoa insistente umedecia ainda mais os seus sentimentos já tão inundados de melancolia. Ao mesmo tempo em que havia a alegria da festa, pairava sempre a tristeza. Isso porque, foi nessa data que Zuwi perdeu o pai em um misterioso acidente de carro. O mesmo dia, no mesmo mês, 7 anos atrás. Talvez a garoa sempre cumpra seu compromisso: sendo testemunha desse sentimento que o assolava. O único conforto era a companhia da mãe, Ligia, e de seus inseparáveis amigos Tom, Lui, Lara e Julie.

                Embora o tempo tenha suavizado as marcas dolorosas da ausência, não era fácil esquecer tudo para apenas festejar com os amigos. Afinal, Zuwi é um adolescente comum: as dúvidas o perseguem, as notas do colégio o atormentam, o coração o inquieta.

                Apesar da dubiedade de sentimentos, tudo corria muito bem nesse seu aniversário de 14 anos. Ainda mais que Zuwi liderava a disputa no videogame. A vibração da torcida enchia os ouvidos e o ânimo. Tom seu adversário na partida, empenhava-se para não distanciar do seu oponente. Parecia fato, Zuwi iria ganhar! Quando de repente, Zuwi sente uma pontada de leve na cabeça, algo sutil, um pouco aguda. Contudo permanece inabalável. Mas aos poucos um lampejo intermitente aumentava a frequência e a intensidade. Logo o incomodava a ponto de distraí-lo. Tudo estava ficando embaralhado e seu discernimento diminuía. Um grande mal-estar ameaçava invadir suas entranhas e sacudir seus sentidos. E quando Zuwi achou que não ia suportar os próximos, em um piscar de olhos, não tinha mais chão. Tudo ficou escuro!  Ouviu-se o nada. E então, encontrou-se na mesma sala de casa, porém sem os amigos. Estava sozinho, sem ninguém. O game e a festa não estavam lá, somente a chuva parecia a mesma. Muito atordoado, Zuwi percorre sua casa cismado em ver vários detalhes diferentes: móveis em outras posições, fotos que não se lembrava, a ausência da mãe.  Sem pensar muito, decide tomar nota de tudo o que tinha acontecido até então. Pega um papel e escreve o ocorrido. Pelo menos parecia um consolo confortante para se distanciar da sensação de estranheza.  Ainda mais que o mal-estar e a dor de cabeça o maltratavam. Massageou as têmporas vagarosamente e sentiu seus batimentos cardíacos pulsantes no local. Inspirou fundo e tentou descontrair os músculos. Então, no momento que fechou olhos, ouve um berro!

                Foi a partir daí que a vida de Zuwi muda completamente! Para sua grande surpresa, tinha voltado para a festa, no mesmo instante em que tinha deixado para trás. Mas o que parecia ser um alívio ocasiona um desenrolar muito além dos desdobramentos que o destino poderia oferecer.

                O que havia acontecido? Morreu? Sonhou? O que significam as dores? E a anotação, ela existe? Sim! É essa afirmação que torna Zuwi alvo de uma grande aventura que o fez descobrir que um novo mundo pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. E então, nada mais se torna comum. Zuwi é sugado para uma nova realidade cheia de vilões perigosos e universos surreais. Sem mais nem menos, sua vida é invadida por novos nomes: Llinky, Mr. Khan, Gabriel, Lisa, Bett, Anne! Amigos ou inimigos? Imerso em mistério, Zuwi não tinha a resposta para suas perguntas. A única certeza é que todos estranhamente se interessaram por Zuwi e sua singela anotação.

                O tenebroso Mr. Khan então promove uma caçada para tê-la. Bett e Anne tomam a dianteira para detê-lo. E o obscuro Llinky decide fazer de Zuwi seu discípulo e expandir suas habilidades, mesmo Betty se opondo a essa estratégia. Surgem conceitos extraordinários, fatos quase impensáveis. Plix? Evolar? Index? Scrats? O que é tudo isso? Surpresas, suspense e mistérios derivados dos caprichos do universo e suas infinitas possibilidades. Isso é Virkadaz! Onde Zuwi e seus amigos mergulham sem resistir à curiosidade e acabam envolvidos no grande roubo mundial a bancos. Claro, obra do insaciável Mr. Khan e sua busca por poder.  Além dos novos desafios, Zuwi ainda vive o conflito de ter um padrasto, Gabriel, que esconde diversos segredos e está também envolvido com o episódio dos grandiosos assaltos.

                Sempre acompanhado de seus bons amigos, Zuwi aventura-se no profundo universo de Virkadaz e seus perigos. Desdobra-se em levar sua rotina eloquente de adolescente e desvendar os quase inexplicáveis fatos que cercam Llinky, Gabriel e Anne. E como se não bastasse a ebulição que se encontrava, Zuwi se vê envolvido no desfecho do sequestro de Lisa, filha de Gabriel. E, junto de Anne, fica frente a frente com Mr. Khan e seus seguidores em uma perseguição que acaba em um vertiginoso desfiladeiro.

 

Pontos a destacar no currículo:

Renata Dembogurski – escritora, roteirista, publicitária, empresária

Em paralelo ao trabalho de diretora de redação publicitária e criativa em uma agência de comunicação, nasceu o primeiro livro – “Virkadaz”. E logo em seguida, “Pense Melhor Antes de Pensar”, um spin-off de Virkadaz premiado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Interessou? Entre em contato para uma conversa: contato@renatadembogurski.com.br

“Quero uma ficção labiríntica para me perder da minha realidade.”

Renata Dembogurski
Spin-off de livro ainda não publicado recebe prêmio de literatura.

 

Novos talentos nacionais são revelados ano a ano, garimpados pelas editoras ou por premiações. Como é o caso de Renata Dembogurski, escritora paranaense, que acaba de lançar, seu primeiro livro juvenil, “Pense Melhor Antes de Pensar” por meio da Editora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O livro recebeu o PRÊMIO UFES DE LITERATURA ‒ 2013-2014 criado pela instituição federal justamente para incentivar e divulgar a produção literária nacional. A narrativa do livro de Renata Dembogurski conta as aventuras de Zuwi em um universo expandido: Virkadaz . Ele chega a um plix, lugar extraordinário com impensáveis paisagens e seres impressionantes como perigosos abutres-crocodilos, terríveis tubarões-escorpiões e os beligerantes oclusos. Mas o pior confronto será Zuwi enfrentar seus próprios pensamentos.

É com essa levada lúdica que Renata Dembogurski inicia a divulgação das aventuras em Virkadaz através desse primeiro livro: “Pense Melhor Antes de Pensar é como um teaser, para que os leitores comecem a conhecer meu trabalho e o mundo de Virkadaz”, declara entusiasmada a escritora. O livro foi escrito especialmente para o Prêmio UFES que tinha limitações de páginas. Ele é um spin-off, um desdobramento de um original escrito anteriormente chamado VIRKADAZ (não publicado), com alguns dos personagens e usando as ideias que o regem no geral.

Andréia Delmaschio, Mestre em Estudos Literários pela UFES e Doutora em Semiologia pela UFRJ comenta:

“A aventura descrita atrai os jovens pelo dinamismo, sem, contudo abrir mão de importantes momentos de reflexão e, por que não dizer, de questionamentos éticos sobre valores importantes, especialmente aos que estão em formação. A linguagem é clara, fluente e agradável. Sem cair no uso excessivo ou injustificado da gíria (o que, paradoxalmente, acabou virando um jargão em grande parte dos infanto-juvenis produzidos ultimamente), a autora também não faz pesar a mão no que toca a vocabulário e sintaxe, conseguindo, sem dúvida, um meio-termo capaz de falar a um público bastante jovem, que apenas inicia sua viagem por textos de maior fôlego”.

 

Completando a avaliação do livro, Adriana Falqueto, avaliadora do Prêmio Ufes, mestranda em Literatura e escritora, “o livro (Pense Melhor Antes de Pensar) é criativo e deve agradar o público juvenil. Os personagens são diferentes, existem palavras novas e isso encanta o leitor dessa faixa etária.”

Andréa Delmaschio conclui com uma indicação: “É uma boa mostra daquilo que se pode fazer hoje, no Brasil, em termos de literatura infanto-juvenil”.

Diante da ansiedade dos leitores e da ótima repercussão do livro derivado de outro bem mais volumoso e complexo, Renata Dembogurski resolveu fazer alguns contos que também se passam em Virkadaz. O primeiro deles é na verdade uma homenagem a escritora Jennifer Egan, ganhadora do Pulitzer 2011 de ficção que escreveu um conto para o Twitter – Caixa Preta. O conto de Renata, chamado PLIX TERRA NEGRA, é uma releitura que usa um pouco da sintaxe do texto de Jennifer.

 

O LIVRO

PENSE MELHOR ANTES DE PENSAR (Ed. EDUFES) – Prêmio Melhor livro Infanto-juvenil no II Prêmio Ufes de Literatura – 2013-2014

E lá estava um monstruoso vale que se estendia em vermelho, cinza, preto e marrom. Não havia céu. Ou, se havia, era todo escuro. E, da mesma forma que ocorria do lado de cá do plix, as coisas iam ficando diferentes à medida que se distanciavam da fronteira. E, dessa vez, tudo ficava ainda pior. O horizonte se perdia em uma densa fuligem cinza-escura. Criaturas medonhas de amplas asas penosas, com cara e calda de crocodilo e dentes imensamente assustadores planavam em guarda no céu.

É muito pior do que parece, garoto. A força mundana mutila o que você tem de bom. A única forma de você resgatar sua amiga é pensar em ter consideração por ela, nunca em ódio contra os beligerantes oclusos ou vingança. Compreendeu?

Bem mais do que você imagina, o nosso mundo não é o que parece ser. Há muito mais! Tem camadas. É Virkadaz. Ao seu lado deve ter alguém que saiba disso, mas não pode contar nada sobre esse universo expandido. Zuwi é um deles. Ele sabe como acessar os vários plix. Fazer isso exige prática. Mas não é algo chato e sem graça. Pelo contrário! É surpreendente, incrível e também… Perigoso. A cada plix, uma nova aventura. Nunca se sabe o que terá lá!

E foi justamente em um desses treinos que Zuwi chegou ao plix das Ilusões. Um lugar extraordinário com impensáveis paisagens e animais impressionantes. Só tem um problema: Zuwi devia estar acompanhado de Anne, sua companheira de aula, para cumprir a tarefa “voltar juntos”. E agora?

Para encontrar Anne, Zuwi terá que, antes de mais nada, entender como funciona o plix, unir forças para vencer grandes desafios e ainda sobreviver!

Adversários? Perigosos abutres-crocodilos, terríveis tubarões-escorpiões e os beligerantes oclusos. Mas o pior confronto será Zuwi enfrentar seus próprios pensamentos.

 

Prêmio que o livro recebeu

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), por intermédio da Superintendência de Cultura e Comunicação (Supecc) e da Editora da Ufes (Edufes), realizou o II PRÊMIO UFES DE LITERATURA ‒ 2013-2014, com o objetivo de incentivar e divulgar a produção de obras literárias. Cada autor só pôde concorrer com a inscrição de uma obra, que deveria ser inédita e de autoria exclusiva. Houve um grande número de inscrições, bem superior ao esperado, no total foram 223 livros participantes.

 Site livro: www.virkadaz.com.br/pensemelhor

Facebook livro: www.facebook.com/pensemelhorantesdepensar

 

“Estamos diante de infinitas possibilidades que se desdobram a cada escolha.
Isso inclui a escolha dos pensamentos!”

Renata Dembogurski
Quem sou? Renata Dembogurski

Escritora de livros para jovens leitores

Nasceu em 27 de abril de 1979 em Foz do Iguaçu. Viveu na cidade até ir para Curitiba para fazer faculdade. Formou-se em Publicidade e Propaganda pela PUC-PR e pós-graduou-se em Administração e Marketing pela FAE. Contudo, sempre teve interesse para o ramo criativo ligado à escrita.

Depois de trabalhar em grandes empresas do país e dedicar-se cada vez mais a criação de textos e conteúdos, surgiu a ideia de canalizar a inventividade nas horas vagas para a composição de um livro juvenil.

Assim, em paralelo ao seu trabalho de diretora de redação publicitária e criativa em uma agência de comunicação, nasceu o primeiro livro – “Virkadaz”. E logo em seguida, “Pense Melhor Antes de Pensar”, um spin-off de Virkadaz premiado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Como o hobby empolgou, virou objetivo profissional. Em meio à rotina de escrever para campanhas publicitárias, para as várias revistas institucionais que edita, roteiros, sites e conteúdos diversos, outros livros foram escritos e já está encaminhado o próximo da série Virkadaz. Em 2013, também foi laureada com a publicação do mini conto Amanhecer-se pelo Prêmio Bons Momentos Futura no livro coletânea “A Cor dos Bons Momentos”

 

 

infografico_re

“Só resta você me dizer o que quer ouvir:
um sim, um talvez, ou apenas uma música que combine com a cena.”

Renata Dembogurski
Livros

Juvenis

Escolhe aí, vai!
(amazon.com.br) – 2015
“Ok, chegou a sua vez! Vamos começar o jogo. Tcham, tcham, tcham, tcham! Aplausos para o participante! Tudo pronto?”
Maya é uma adolescente comum que vai passar as férias na casa das tias em uma cidade do interior. Mas o que parece ser um supertédio pode ter final feliz. Ainda mais nessa história onde você opina nas escolhas dela. Em cada capítulo, as dúvidas de Maya serão as suas. E você poderá fazer a sua escolha dentre as alternativas. Só não garanto que Maya escolherá a mesma que você…

Leia mais

Pense melhor antes de pensar
(Ed. EDUFES) – Prêmio Melhor livro Infanto-juvenil no II Prêmio Ufes de Literatura – 2013-2014
Cuidado! Pensar pode ser perigoso! Em mais um desgastante, porém nada entediante treinamento sobre as práticas e teorias de Virkadaz, Zuwi e Anne são enviados a um plix surreal! Mas, por um terrível acontecimento desconhecido eles são separados na…
Leia mais

 
Virkadaz
Zuwi e os incríveis mistérios (Não publicado)
Um mundo de espantosas possibilidades pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. Foi isso que Zuwi descobriu depois das incríveis aventuras que começaram em seu aniversário de 14 anos. Tudo seguia uma rotina usual, vivia…
Leia mais

“Quero uma ficção labiríntica para me perder da minha realidade.”

Renata Dembogurski
Eu agora

escritora juvenil

“Estamos diante de infinitas possibilidades que se desdobram a cada escolha.
Isso inclui a escolha dos pensamentos!”

Renata Dembogurski

Facebook: www.facebook.com/cadernodarenata

Twitter: @ReDembogurski

Site livro: www.virkadaz.com.br/pensemelhor

Facebook livro: www.facebook.com/pensemelhorantesdepensar

 

 

Contato com a escritora: contato@renatadembogurski.com.br

Se quer comprar o livro “PENSE MELHOR ANTES DE PENSAR”

Vendas:
No local: LIVRARIA DA UFES • Av. Fernando Ferrari, 514, Campus de Vitória • Espírito Santo • CEP 29075-910 • Fone: (27) 4009-7685
Por email: livrariaedufes@ufes.com.br
Direto com a autora: compra@cadernodarenata.com.br