Caderno da Renata

Você esta vendo agora:

VIRKADAZ

Que tal publicar um livro que o spin-off foi sucesso? Publique VIRKADAZ.

Estranho isso que ver anunciado um original para publicação? Então, fiz o mesmo que meu personagem desse livro fez: tentou diversas estratégias para obter respostas.

E como fazer o mesmo sempre não trazer resultados diferentes, melhor é tentar algo novo. E aqui estamos. Um original com potencial, temática inovadora e com uma amplitude bem interessante.

 

Gênero: ficção fantástica
Diferencial: temática inovadora| neologismos | personagem próximo ao leitor | teoria quântica
Público: Juvenil

 

Um adolescente e seus amigos conhecem as infinitas possibilidades que o universo quântico multidimensional tem a oferecer e mergulham em uma nova realidade repleta de vilões e conceitos extraordinários.

 

E como nem a “logline” de Harry Potter convenceria a alguém, seguem a sinopse e o resumo.

 

Sinopse

Um mundo de espantosas possibilidades pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. Foi isso que Zuwi descobriu depois das incríveis aventuras que começaram em seu aniversário de 14 anos. Tudo seguia uma rotina usual, vivia com sua mãe, perdeu seu pai em um acidente não desvendado, tinha fiéis amigos… até que nada mais se torna comum. Zuwi foi sugado para uma nova realidade cheia de vilões perigosos e universos surreais. Sem mais nem menos, sua vida é invadida por novos nomes. Amigos ou inimigos? Surgem conceitos extraordinários, fatos quase impensáveis. Plix? Evolar? Index? Scrats? O que é tudo isso? Entre bibliotecas do tamanho de cidades, lugares sem cor e terríveis antros do mal, Zuwi vive surpresas, suspense e mistérios impenetráveis derivados dos caprichos do universo de Virkadaz e suas infinitas probabilidades. A cada escolha, novas variáveis se desdobram para Zuwi.

 

RESUMO

                 Como ocorria sempre em todos seus aniversários, a garoa insistente umedecia ainda mais os seus sentimentos já tão inundados de melancolia. Ao mesmo tempo em que havia a alegria da festa, pairava sempre a tristeza. Isso porque, foi nessa data que Zuwi perdeu o pai em um misterioso acidente de carro. O mesmo dia, no mesmo mês, 7 anos atrás. Talvez a garoa sempre cumpra seu compromisso: sendo testemunha desse sentimento que o assolava. O único conforto era a companhia da mãe, Ligia, e de seus inseparáveis amigos Tom, Lui, Lara e Julie.

                Embora o tempo tenha suavizado as marcas dolorosas da ausência, não era fácil esquecer tudo para apenas festejar com os amigos. Afinal, Zuwi é um adolescente comum: as dúvidas o perseguem, as notas do colégio o atormentam, o coração o inquieta.

                Apesar da dubiedade de sentimentos, tudo corria muito bem nesse seu aniversário de 14 anos. Ainda mais que Zuwi liderava a disputa no videogame. A vibração da torcida enchia os ouvidos e o ânimo. Tom seu adversário na partida, empenhava-se para não distanciar do seu oponente. Parecia fato, Zuwi iria ganhar! Quando de repente, Zuwi sente uma pontada de leve na cabeça, algo sutil, um pouco aguda. Contudo permanece inabalável. Mas aos poucos um lampejo intermitente aumentava a frequência e a intensidade. Logo o incomodava a ponto de distraí-lo. Tudo estava ficando embaralhado e seu discernimento diminuía. Um grande mal-estar ameaçava invadir suas entranhas e sacudir seus sentidos. E quando Zuwi achou que não ia suportar os próximos, em um piscar de olhos, não tinha mais chão. Tudo ficou escuro!  Ouviu-se o nada. E então, encontrou-se na mesma sala de casa, porém sem os amigos. Estava sozinho, sem ninguém. O game e a festa não estavam lá, somente a chuva parecia a mesma. Muito atordoado, Zuwi percorre sua casa cismado em ver vários detalhes diferentes: móveis em outras posições, fotos que não se lembrava, a ausência da mãe.  Sem pensar muito, decide tomar nota de tudo o que tinha acontecido até então. Pega um papel e escreve o ocorrido. Pelo menos parecia um consolo confortante para se distanciar da sensação de estranheza.  Ainda mais que o mal-estar e a dor de cabeça o maltratavam. Massageou as têmporas vagarosamente e sentiu seus batimentos cardíacos pulsantes no local. Inspirou fundo e tentou descontrair os músculos. Então, no momento que fechou olhos, ouve um berro!

                Foi a partir daí que a vida de Zuwi muda completamente! Para sua grande surpresa, tinha voltado para a festa, no mesmo instante em que tinha deixado para trás. Mas o que parecia ser um alívio ocasiona um desenrolar muito além dos desdobramentos que o destino poderia oferecer.

                O que havia acontecido? Morreu? Sonhou? O que significam as dores? E a anotação, ela existe? Sim! É essa afirmação que torna Zuwi alvo de uma grande aventura que o fez descobrir que um novo mundo pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. E então, nada mais se torna comum. Zuwi é sugado para uma nova realidade cheia de vilões perigosos e universos surreais. Sem mais nem menos, sua vida é invadida por novos nomes: Llinky, Mr. Khan, Gabriel, Lisa, Bett, Anne! Amigos ou inimigos? Imerso em mistério, Zuwi não tinha a resposta para suas perguntas. A única certeza é que todos estranhamente se interessaram por Zuwi e sua singela anotação.

                O tenebroso Mr. Khan então promove uma caçada para tê-la. Bett e Anne tomam a dianteira para detê-lo. E o obscuro Llinky decide fazer de Zuwi seu discípulo e expandir suas habilidades, mesmo Betty se opondo a essa estratégia. Surgem conceitos extraordinários, fatos quase impensáveis. Plix? Evolar? Index? Scrats? O que é tudo isso? Surpresas, suspense e mistérios derivados dos caprichos do universo e suas infinitas possibilidades. Isso é Virkadaz! Onde Zuwi e seus amigos mergulham sem resistir à curiosidade e acabam envolvidos no grande roubo mundial a bancos. Claro, obra do insaciável Mr. Khan e sua busca por poder.  Além dos novos desafios, Zuwi ainda vive o conflito de ter um padrasto, Gabriel, que esconde diversos segredos e está também envolvido com o episódio dos grandiosos assaltos.

                Sempre acompanhado de seus bons amigos, Zuwi aventura-se no profundo universo de Virkadaz e seus perigos. Desdobra-se em levar sua rotina eloquente de adolescente e desvendar os quase inexplicáveis fatos que cercam Llinky, Gabriel e Anne. E como se não bastasse a ebulição que se encontrava, Zuwi se vê envolvido no desfecho do sequestro de Lisa, filha de Gabriel. E, junto de Anne, fica frente a frente com Mr. Khan e seus seguidores em uma perseguição que acaba em um vertiginoso desfiladeiro.

 

Pontos a destacar no currículo:

Renata Dembogurski – escritora, roteirista, publicitária, empresária

  • Premiada pela Universidade Federal do Espírito Santo com um Spin-off desse original enviado – VIRKADAZ
  • 2790 fãs da escritora Renata Dembogurski no Facebook
  • Elogios nas críticas de blogueiros importantes do mundo literário

Em paralelo ao trabalho de diretora de redação publicitária e criativa em uma agência de comunicação, nasceu o primeiro livro – “Virkadaz”. E logo em seguida, “Pense Melhor Antes de Pensar”, um spin-off de Virkadaz premiado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Interessou? Entre em contato para uma conversa: contato@renatadembogurski.com.br

 

Quem sou? Renata Dembogurski

Escritora de livros para jovens leitores

Nasceu em 27 de abril de 1979 em Foz do Iguaçu. Viveu na cidade até ir para Curitiba para fazer faculdade. Formou-se em Publicidade e Propaganda pela PUC-PR e pós-graduou-se em Administração e Marketing pela FAE. Contudo, sempre teve interesse para o ramo criativo ligado à escrita.

Depois de trabalhar em grandes empresas do país e dedicar-se cada vez mais a criação de textos e conteúdos, surgiu a ideia de canalizar a inventividade nas horas vagas para a composição de um livro juvenil.

Assim, em paralelo ao seu trabalho de diretora de redação publicitária e criativa em uma agência de comunicação, nasceu o primeiro livro – “Virkadaz”. E logo em seguida, “Pense Melhor Antes de Pensar”, um spin-off de Virkadaz premiado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Como o hobby empolgou, virou objetivo profissional. Em meio à rotina de escrever para campanhas publicitárias, para as várias revistas institucionais que edita, roteiros, sites e conteúdos diversos, outros livros foram escritos e já está encaminhado o próximo da série Virkadaz. Em 2013, também foi laureada com a publicação do mini conto Amanhecer-se pelo Prêmio Bons Momentos Futura no livro coletânea “A Cor dos Bons Momentos”

 

 

infografico_re